Nem todos serão robotizados, sobrarão algumas tribos.

Tenho observado o avanço da tecnologia no cotidiano, em coisas simples, no mercado de trabalho… A cada dia, surgem novos aplicativos, para facilitar a nossa vida, que é cada vez mais corrida e requer praticidade, pelo menos é o que ouvimos e pensamos. Temos várias atividades, cujas necessidades não são tão essenciais quanto as fisiológicas. Queremos tudo ilimitado: internet ilimitada, amigos virtuais ilimitados, dinheiro ilimitado… Esquecendo que somos seres com limitações em um mundo com limitações. Todo esse desejo geralmente não é questionado, estamos seguindo apenas a tendência, aprendemos que é o certo a se fazer, será que estamos submetidos a uma programação?

O que nos diferencia dos animais, é a nossa capacidade de raciocinar, que se torna cada vez menor, quando observamos como os animais se comportam, se tratam e como os tratamos. Talvez por não conhecermos nossa capacidade, precisamos inferiorizar o outro, não necessariamente ser superior a ele, mas deixá-lo inferior, precisamos mostrar quem manda, quem sabe, quem é o “dono da verdade”,  o mais rico ou bonito. Não lutamos para democratizar opiniões, mas para impor a nossa. Aproveitamos as polêmicas do país e do mundo, para expor as nossas habilidades dissertativas, não por entender o assunto, mas por seguir uma tendência de moda. Moda para falar,  protestar, vestir, comer… hashtags do momento…Vivendo nossos momentos de acordo com os momentos de alguém que gostaríamos de ser. Quem disse que é só gente famosa que fica “ao vivo” ? Aliás, com as redes sociais, somos todos famosos, estrelas do mundo virtual. São tantas tendências, estilos e técnicas… Me assustei quando vi as técnicas de como ser amigo, como ser um cara legal… E o medo maior é ver várias pessoas com essas técnicas, sem ser identificadas, por não mais conhecermos a naturalidade das coisas. Já estamos robotizados. Somos robôs humanos. Cheios de ” mimimis” e loucos pela ” sexta-feira” , aguardando uma polêmica nas redes sociais pra compartilharmos e nos sentirmos importantes. Planejando festas e viagens que possam ser compartilhadas como a comprovação de que podemos e sabemos nos divertir. Uma verdadeira “prestação de contas social” .

Entretanto, há aqueles que se questionam, que não se enquadram, não aceitam a programação, mesmo pagando um preço relativamente alto por isso. Eles não se importam em sair sozinhos, aproveitam tanto os momentos da vida, que esquecem de postar ou registrar esses momentos. Não lembram do celular enquanto conversam pessoalmente com alguém. Aturam todos os comentários dos demais seres “pensantes” e entendem que todos têm o direito de se expressar. Têm uma vida própria que ocupa tanto seu tempo, que acaba ficando sem tempo para saber da vida dos outros, para dar ” uma espiadinha”… Sabem que não são obrigados a fazer tudo que todo mundo faz e sempre buscam se informar antes de comentar sobre qualquer assunto. Muitas vezes se entristecem, por sentirem que no fundo não fazem parte desse mundo e realmente vivem em um mundo próprio, que é bem melhor.
Se você é assim, não se sinta tão sozinho, somos uma tribo. E estamos resistindo à robotização, com vida real, individual e autêntica. Vivendo o agora. Construindo um futuro mais humano e saudável, para o nosso corpo, nossa mente. Caso não tenha se identificado, não se preocupe. Ainda há tempo, você tem a capacidade de pensar e refletir, pode me questionar, tirar sua própria conclusão, é com você… A vida é sua! Você que escolhe, às vezes sem perceber. Preste um pouco mais de atenção aos sinais, observe sua vida e comece a mudar seus hábitos. É apenas um conselho, mas eu acredito, que se você não se atentar e começar a mudar, não vai demorar muito, eles vão te robotizar.

teens-robot-future-science-39349.jpeg

6 comentários em “Nem todos serão robotizados, sobrarão algumas tribos.

Adicione o seu

  1. Exelente texto, boa visão, pena por ser menoria s pessoas que pensam diferentes e não são ” Maria vai com as outras”. Mas que bom que existe uma esperança nesta pequena tribo. Vamos ter fé de días melhores.
    Forte abranço grande Fran… Saudades amigo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: